Pergaminhos...

Ache aqui...

Já espiaram...

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

O ATO DE CONFIAR



       Quero de verdade confiar cegamente nas pessoas, mas nesse ponto vim com defeito de fabrica, confiar para mim, é de fato bem complicado, e quando a confiança é quebrada, conquista-la de novo é quase impossível.
        Sou assim, desconfiada, sou sismada, pirracenta, é mais forte do que eu, minha mente não para, imagino coisas, visualizo cada detalhe do que poderia ter feito. Sou contadora de historia, conheci muitas pessoas picaretas, infelizmente acreditar piamente não dá.
        Não perco meu tempo brigando, mas também não perco tempo acreditando, preciso de provas, preciso de atos, contatos, sou assim, o pouco que vivi, aprendi que enganar é muito fácil!
        Sou assim, meio doida, e antes que alguém fale: Mas eu confio em você... eu já respondo, não pedi a confiança de ninguém, e sempre tentei não trai-la...
Beijinho... (no tom irônico)
         

Postar um comentário