Pergaminhos...

Ache aqui...

Já espiaram...

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

CARTA DE RECOMEÇO



Só para constar, sei que pouquíssimas pessoas vão parar para ler esse texto, sei também que as pessoas que deviam ler não o vão. Sei que vai ter erro de português, não estou nem aí… Vou só desabafar… Vou colocar para fora tudo que esta me incomodando…


Bom para falar do recomeço, vou ter que passear no passado no dia 17/11/2007 se não me engano, foi nesse dia que conheci um certo ‘preto pobre’ que dei uns pegas sem compromisso porque estava morrendo de frio e uma certa amiga pirralha me apresentou… Apesar do Pop Rock Brasil ser dois dias só fiquei com ele nesse dia. Ele me adicionou no Orkut, sim ORKUT, e começamos a conversar e descobri que para ele eu era a menina chata do ônibus (quem pegou ônibus comigo em 2006, vai entender o porque eu era a menina chata do ônibus…) e ele pega no meu pé até hoje por isso… Era imã, nos encontrava e rolava uns beijinhos, e ele sempre falava que um dia ia namorar e casar comigo… e eu caia na gargalhada, afinal Fernanda Niffinegger nunca vai namorar, as poucas experiências que tive nesse ramo foram o suficiente…
Os dois seguiram a vida, o nego namorou… A Fernanda (euzinha) pegou geral, se meteu em varias confusões, curtiu bastante a vida. Ele terminou o namorou, chegou o carnaval, pularam separado… uma semana depois do carnaval de 2011 nós conversando no Orkut eu vejo que ele ia no samba e nem me chamou…. ABSURDO!! afinal já estávamos num ponto de nossa história que eramos muito amigos… era obrigação dele me chamar… chamei ele no MSN (sim MSN) e dei o grito… e fui no samba com ele, diz ele que foi estrategia pra eu ir… mais vai saber né??
No samba nos pegamos a coisa ficou mais séria… mas já tinha meus esquemas não queria namoro… corria… fugia… entrava em panico total!
Então tentei correr… queria continuar pegando geral… mas o negão é brasileiro e sabia o que queria, atrapalhou meus esquemas, me buscava todo dia no curso e não é que quando dei por mim já estava namorando e ele frequentando minha casa.
Depois te um ano descubro que estou gravida, uma mistura de felicidade e medo e ele do meu lado, aguentando minha chatice de gravida… Meu príncipe nasceu… muito amor… família… e sempre juntos…
Agora chegamos em 2015, tivemos problemas, tivemos medo, mas sempre juntos, tava até aceitando ideia de casar na igreja, de ser realmente até a morte nos separe, mas a morte não precisou chegar, chegou o restaurante, chegou o ciume, chegou parente, fofoca, falta de dialogo, o que ele não entendeu é que nunca liguei para nada disso.
Meu amor por ele ultrapassa o que a família pensa, somos um casal, ele até pode ser um preto pobre, como ele mesmo disse, mas o que ele esqueceu é que ele é meu preto pobre, só meu, sei quem ele é e isso me basta.
Sinto informar a esse povo que se diz família que agora não tem mais pão de queijo, nem quem cozinhe de graça em sitio e esse blablabla todo.
Ele disse um até logo, mas não sei se esse logo vai chegar, afinal ele pode descobri que ele é mais feliz sem mim.
Sei que ele tentou fazer certo, eu vi a história, só não me meti, não entrei na briga por medo de atrapalhar, hoje sei que fiz errado e peço desculpas…
Nosso amor, eu sinto que é muito maior, mais muito maior que todos os problemas, vamos enfrenta tudo juntos, não foi essa a proposta? eu acreditei nela…
Uma coisa nunca vai muda, meu amor por você, minha admiração por você.
Aprenda meu bem, você é minha família, sua família é a minha família!
Simples assim.

Vamos superar, vamos seguir em frente juntos, vamos um dia rir disso tudo, porque você não é só meu namorado, futuro marido, é também meu melhor amigo, meu amante, meu peguete.

Vou te dar um tempo, pouco, mas vou te deixa pensar…

Para quem leu até aqui, declaro que vou dar uma sumida, esse vai ser o meu ultimo post, vou me dar um tempo também, vou ir a casa de amigos, vou sair, afinal o tempo dele pensa é um tempo pra eu pensar também…

um até logo…
Postar um comentário