Pergaminhos...

Ache aqui...

Já espiaram...

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Amigos??



Aonde eu estava quando você precisou?
Aonde eu estava quando você tomou seu primeiro porre?
Aonde eu estava quando você queria falar?
Será que fui sua amiga?
Será que algum dia fui uma boa amiga??
Fiz diferença na sua vida?
São tantas perguntas, sem nenhuma resposta!
Atualmente me pergunto aonde você estava quando eu precisei?
Me pergunto quem enxugou minhas lágrimas?
Amizade é um assunto tão complexo...mas não consigo evitá-lo...
Minha principal pergunta hoje é quem foi embora primeiro?
Quem desistiu primeiro?
O que sabemos sobre nossas vidas hoje?
Antes nossa amizade era eterna e hoje simplesmente acabou?
Não sei mais nada sobre você e você não sabe mais nada sobre mim?
Fiquei escondida no seu passado como uma lembrança ruim?
Ou será que conseguir ser uma lembrança boa?
Talvez já tenha esquecido das horas que ficamos conversando na praça...final de tarde...tarde de primavera!
Ou das vezes que matamos aula pra resolver a vida...ambos com problemas!
Lembranças do primeiro amor...lembranças de uma amizade pura!
Não tão pura quando pensamos...
Ainda me encontro sentada no banco da praça te esperando para conversar...
Quando a saudade for maior que a coragem de me ligar, é só olhar para trás que estarei lá!
Sempre estará nas minha orações...Sempre estará presente na minha vida...
Não importa o que aconteceu, o que está acontecendo ou o que acontecerá... Quem considero amigo nunca vai deixar de ser...
Amigo é aquele que marcou nossa vida! É aquela pessoa que ficamos anos sem ver e quando a vemos é como se estivesse perto em todos os momentos!
Amizade é o que me faz viver!
Mesmo te longe me mantenho perto!
Não fui a melhor das amigas mais sei que fui amiga!!!













Um dia a maioria de nós irá se separar. Sentiremos saudades de todas as conversas jogadas fora, as descobertas que fizemos, dos sonhos que tivemos, dos tantos risos e momentos que compartilhamos... 




Saudades até dos momentos de lágrima, da angústia, das vésperas de finais de semana, de finais de ano, enfim... do companheirismo vivido... Sempre pensei que as amizades continuassem para sempre... 




Hoje não tenho mais tanta certeza disso. Em breve cada um vai pra seu lado, seja pelo destino, ou por algum desentendimento, segue a sua vida, talvez continuemos a nos encontrar, quem sabe... nos e-mails trocados... 




Podemos nos telefonar... conversar algumas bobagens. Aí os dias vão passar... meses... anos... até este contato tornar-se cada vez mais raro. Vamos nos perder no tempo... 




Um dia nossos filhos verão aquelas fotografias e perguntarão: Quem são aquelas pessoas? Diremos que eram nossos amigos. E... isso vai doer tanto!!! Foram meus amigos, foi com eles que vivi os melhores anos de minha vida! 




A saudade vai apertar bem dentro do peito. Vai dar uma vontade de ligar, ouvir aquelas vozes novamente... Quando o nosso grupo estiver incompleto... nos reuniremos para um último adeus de um amigo. E entre lágrima nos abraçaremos... 




Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado... E nos perderemos no tempo... 




Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo: não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... 




Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores... mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!!!

Vinícius de Moraes
Postar um comentário